Bem vindo a um admirável mundo novo. Um mundo de deuses e titãs, de heróis e monstros, onde os mitos são verdadeiros e as lendas ainda estão vivas. Um mundo onde magia e tecnologia convivem lado a lado. Um mundo diferente do nosso, mas ao mesmo tempo tão igual.

No alto do Monte Olimpo, os deuses observam a maior superpotência desse mundo. Aquela que chamam simplesmente de Hélade. Se os helenos chegaram aonde chegaram, muito se deve a atual tecnologia, que permitiu que eles construíssem aquela que são o coração da Hélade, as megapoleis. Imensas fortalezas de vidro e concreto, elas são verdadeiras cidades-estados.

Cada megapolis possui seu próprio governo, que pode variar muito, desde uma república democrata, como é o caso de Atenas, até uma tirania militar, como é em Esparta. Mas todo bom cidadão heleno sabe que quem realmente governa nas cidades são as megacorporações.

Sim! São as megacorporações que dão as cartas por aqui! Tudo é de certa forma controlada por elas. São as corporações que definem se você está dentro ou fora do sistema, e levando em considerações algumas delas, é muito melhor você estar fora. E não são poucos os que pensam assim. Grupos marginais proliferam-se aos montes pelas cidades. Gangues de rua, traficantes, ecoterroristas, mercenários e muito mais. Não é á toa que a policia sai para as ruas como se estivesse indo para uma guerra, pois de certa forma realmente está.

Este mundo também está cheio de personalidades notáveis. Podemos citar, por exemplo, o pequeno Hércules, um grande lutador de pancrácio, apesar de possuir apenas 1,66 de estatura, e que é capaz de derrubar o mais alto dos gigantes, e isso sem ajuda de nenhum implante cibernético. Ou quem sabe Perseu, um dos poucos hackers capazes de enfrentar uma Medusa, o mais perigoso daemon, que são programas de defesa do Elysion, o ciberespaço. Temos também Orfeu, o maior guitarrista de blues que esse mundo já viu, apesar de muitos afirmarem que ele vendeu a alma ao próprio Hades para conseguir a fama e o sucesso que tem.

Mas como eu disse, este também é um mundo de deuses. Eles existem aos montes, vivendo no céu, na água, na terra ou abaixo dela! Apesar de eu ter dito que as corporações controlam tudo, eu só estava errado em uma única coisa, elas não controlam os deuses. Mas hoje em dia é cada vez menor o número de pessoas que adoram as divindades, mesmo sabendo que elas são extremamente vingativas.

Muitos dos Olimpianos sofreram modificações através dos tempos, mas nenhum deles mudou tanto quanto Hermes. Em um mundo onde informação é o bem mais precioso, o antigo mensageiro dos deuses cresceu em poder e agora é adorado como o deus da informática e telecomunicações. Claro que isso não deixou Zeus nada contente, pois o deus dos deuses pode correr o sério rico de perder sua posição para seu ex-mensageiro.

Os deuses campestres foram certamente os que mais decaíram em poder. é um bom exemplo disso. Ele agora só é adorado por alguns poucos ecoguerrilheiros que se autointitulam Filhos de Gaia. Dionísio é outro que também decaiu muito em poder. E nem o fato de ter mudado os seus domínios do vinho para a cerveja adiantou muito. Boatos dizem que ele pode ser visto perambulando bêbado pelos bares no bairro dos sátiros em Atenas.

Outro imortal de destaque é Moros, o programador do destino. Neste exato momento ele está compilando na máquina do mundo algumas linhas do código-fonte de seu programa. Programa este que é alimentado com os dados que estão armazenados no Oráculo de Delfos versão 4.2, o banco de dados inteligente que tudo sabe, tudo armazena.

E não podemos deixar de citar Tânatos, o mais ativo dos imortais. Afinal de contas, este é um mundo extremamente violento e sanguinário, e trabalho é o que não falta para o “ceifador de vidas”. E não pense que Tânatos está feliz com isso, pois com tanta gente pra levar pro Hades, ele quase nunca tem tempo de ensaiar com a sua banda de death metal.

Bem, como vocês podem ver, este não é um mundo fácil para se viver. Aqui as coisas são muitas vezes caóticas e cruéis. Quando a situação apertar, de nada lhe servirá os preceitos antigos como “conheça a ti mesmo” e “nada em demasia”. Se você quer realmente sobreviver neste mundo, então siga meus conselhos; não confie em ninguém, mantenha sua arma sempre a mão, e nunca, nunca mesmo, irrite nenhum deus!