A Alegoria da Caverna de Platão em Animação Stop-Motion

Esta bela animação em stop-motion feita com argila é uma adaptação da Alegoria da Caverna, e foi produzida pelo estúdio Bullhead Entertainment.

Para quem não conhece, a Alegoria da Caverna (ou Mito da Caverna) é um diálogo presente na obra A República (cujo título original é Politeía, do grego antigo Πολιτεία, que pode ser traduzido como “Da Constituição da Cidade”), escrita por Platão no século IV a.C., e como a maioria de seus diálogos, apresenta o seu mestre Sócrates como o personagem central que conduz a discussão filosófica.

A Alegoria da Caverna é a maneira que Platão usa para exemplificar, através do personagem de Sócrates, a sua teoria do mundo das formas (também conhecido como mundo das idéias). Para Platão, o mundo ao nosso redor, que vemos e sentimos, não é de fato o “mundo real”, mas apenas uma mimesis (representação, imitação) de um mundo além, superior, inteligível, que só pode ser alcançado em sua plenitude através da espisteme (conhecimento). Enquanto não tivermos esse conhecimento, essa razão pura, somos como escravos acorrentados em uma caverna, olhando para as sombras projetadas na parede, e achando que elas são os objetos de fato, quando não passam de projeções.

Há várias histórias que usam a Alegoria da Caverna como inspiração (direta ou indiretamente), como a maioria dos livros de Philip K. Dick, a trilogia de filmes de Matrix, os quadrinhos Os Invisíveis de Grant Morrison, entre muitos outros mais. E para não ser diferente, também irei usá-la em futuras HQs de Nova Hélade. =)

Alegoria da Caverna

Mytho Logique – Animação sobre a Mitologia Grega

Mytho Logique é um divertido curta de animação francês produzido por estudantes da ESMA (Ecole Supérieure des Métiers Artistiques).

Essa animação narra as engraçadas peripécias de um sátiro em meio a outras figuras míticas da tradição grega, como centauros, ninfas e dríades, que costumam ser figuras secundárias em outras produções sobre mitologia grega, mas que aqui ganham um grande destaque.

Vale a pena dar uma conferida.

O Partenon e a Acrópole de Atenas

O vídeo acima é uma animação produzida pela Organização de Cultura Helênica, que conta a história do Partenon, desde sua construção até os dias de hoje. Durante esse tempo, o Partenon sofreu inúmeras alterações, foi queimado por uma invasão bárbara, restaurado pelos romanos, convertido em igreja cristã durante o período bizantino, depois transformado em mesquita durante o domínio do Império Otomano, até ser alvo de uma explosão em 1687 que acabou destruindo a edificação parcialmente, sobrando apenas as ruínas que vemos hoje.

O Partenon era um templo a deusa Atená, construído no sec. V a.C. na Acrópole de Atenas, a mando de Péricles, um dos mais importantes estrategos da época, e a supervisão da construção ficou a cargo do escultor Fídias.

O nome Partenon deriva da palavra parthenos (παρθένος), que significa virgem, e era um dos epítetos da deusa Atená. Dentro do Partenon havia uma monumental estátua de Atena Partenos esculpida por Fídias.

Abaixo vocês conferem algumas imagens sobre o Partenon e a Acrópole de Atenas.

Reconstrução da Acrópole de Atenas
Infográfico mostrando uma reconstrução de como era a Acrópole de Atenas no período clássico.

 

Planta da Acrópole de Atenas
Planta da Acrópole de Atenas.

 

Maquete da Acrópole de Atenas
Maquete representando como era a Acrópole de Atenas.

 

Interior do Partenon
Representação de como era a estrutura interior do Partenon.

 

A Acrópole de Atenas
Foto mostrando uma visão aérea da Acrópole e do Partenon nos dias de hoje.